Gravidez de Alto Risco: O Que É, Causas, Sintomas e Cuidados

Uma gravidez pode se tornar de risco quando o especialista observa que a mamãe ou o bebê podem ter alguma doença durante a gestação ou que alguma complicação mais grave, incluindo o risco de morte, pode acontecer mesmo depois do parto.


Neste artigo, você vai conhecer um pouco mais sobre o que é gravidez de alto risco, o que caracteriza esse diagnóstico, quais os sintomas mais aparentes e que tipos de precauções a mulher pode tomar para manter uma gestação de risco mais saudável e feliz.

O Que é Gravidez de Alto Risco?

Gravidez de alto risco é a gestação que oferece algum tipo de perigo ou risco para a saúde da mulher e do feto em gestação. Geralmente, esse tipo de diagnóstico é confirmado quando existe uma possibilidade real de mortalidade da mãe e do bebê, sendo antes, durante ou depois do parto.


Após uma bateria de exames direcionados, a confirmação de uma gravidez de risco exige uma série de cuidados por parte da mulher. Com a orientação especializada de um obstetra, algumas das precauções mais comuns são o repouso absoluto ou até mesmo a internação em um hospital, dependendo da gravidade de cada caso.

Causas da Gestação de Alto Risco

Existem alguns fatores que podem fazer com que uma gravidez aparentemente saudável se torne de alto risco. Esses fatores dependem de uma série de ativos e comportamentos, assim como também variam para cada mulher. Ainda assim, é possível listar algumas causas mais comuns. São elas:


  • Idade, Altura e Peso da Mulher Mulheres muito jovens, antes dos 15 anos, ou com idade um pouco mais avançada, a partir dos 35 anos, têm maior probabilidade de desenvolverem uma gestação de alto risco. Além disso, mulheres com estaturas menores, como abaixo dos 1,45m de altura, assim como problemas estruturais nos órgãos reprodutivos ou peso muito elevado antes da gestação, podem ter complicações na gravidez.

.

  • Doenças da Mãe Problemas de saúde crônicas e graves, como diabetes, hipertensão arterial, anemia, câncer, epilepsia, distúrbios na tireóide, doenças nos rins, pulmões e no coração. Também é preciso citar as ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis).


  • Causas Ligadas ao Feto Ligadas à malformação do feto em desenvolvimento, além de alterações cromossômicas durante a sua concepção, múltiplas gestações e em sequência, infecções e condições de prematuridade do bebê.


  • Causas Materno-Fetais Insuficiência cervical (situação em que o colo do útero reduz de tamanho e se dilata antes do término da gravidez), rotura prematura da bolsa amniótica antes do início do parto, placenta prévia (posicionamento anormal da placenta na região inferior do colo do útero) e eclâmpsia (hipertensão após 20 semanas de gravidez).


Sintomas da Gravidez de Risco


Existem alguns sintomas aparentes típicos que podem sinalizar a possibilidade de uma gestação de alto risco. Tudo depende de qual é o trimestre da gravidez em andamento, assim como o histórico clínico e dos exames da paciente acompanhada com o obstetra.


Os principais são:


  • Náuseas frequentes e enjoos seguidos de vômitos;

  • Tonturas e desmaios frequentes;

  • Sangramento anormal pela vagina;

  • Contrações uterinas fortes e antes do esperado;

  • Prisão de ventre, causando dores abdominais e cervicais fortes;

  • Dores nas costas e na hora de urinar;

  • Aceleração dos batimentos do coração de forma repentina;

  • Muita dificuldade para caminhar.


Qualquer um destes sinais não é garantia de um diagnóstico de confirmação de uma gravidez de alto risco. Por exemplo, sintomas como dores nas costas, enjoo e prisão de ventre são comuns em qualquer tipo de gravidez, não somente as de risco.


Por isso, é sempre recomendado consultar um especialista e realizar uma bateria de exames preventivos para afunilar as possibilidades e tratar qualquer disfunção presente.

Cuidados na Gravidez de Alto Risco

Existem alguns cuidados essenciais que toda gravidez considerada de alto risco deve ter. Listamos abaixo as principais delas, sendo que todas são normalmente orientadas e acompanhadas por um médico especialista, como o obstetra.

  • Consultar um Obstetra O obstetra faz o acompanhamento orientado da gravidez a partir dos pré-natais. É assim que esse profissional identifica possíveis problemas e pode indicar os tratamentos e os cuidados mais apropriados para a saúde da mamãe e o bebê. O ideal é nunca faltar às consultas e sempre seguir as recomendações médicas com responsabilidade.

  • Alimentação Saudável Numa gestação de alto risco, a alimentação deve ser rica em frutas, legumes, vegetais, cereais integrais, carnes brancas, peixes e sementes para que o organismo tenha os nutrientes necessários para a manutenção da gravidez, da saúde da mamãe e do bebê. Da mesma forma, deve-se evitar doces, frituras, produtos embutidos, refrigerantes e café. Um nutricionista pode fazer o planejamento alimentar voltado para cada caso de gravidez de risco.

  • Sem Bebidas Alcoólicas e Fumo Consumir bebidas alcoólicas e fumar durante a gravidez, sendo de alto risco ou não, pode levar à malformação do bebê, como deficiências nos movimentos no corpo, retardo mental e problemas cardíacos. Além disso, esses agentes nocivos também são capazes de impactar no corpo da mulher de uma forma tão agressiva que são capazes de ocasionar partos prematuros, o que aumenta a chance de problemas de saúde do bebê, e abortos espontâneos.

  • Repousar e Descansar Repousar significa não executar qualquer tipo de atividade do dia a dia ou física que possa comprometer o desenvolvimento de uma gestação saudável. Numa gravidez de risco, a mamãe precisa seguir as recomendações do obstetra para evitar que algum quadro de doença já existente se agrave ou para evitar o aparecimento de problemas inesperados no futuro.


Cuide da Sua Saúde, Mamãe!

Gravidez de alto risco é um assunto muito sério. Os cuidados são extremamente importantes para uma gestação mais tranquila e sem complicações inesperadas.


A equipe de especialistas da Clínica Bella Ilha pode ajudar você com informação de qualidade, diagnóstico por exames direcionados e tratamentos indicados para cada caso.


Para marcar uma consulta, entre em contato pelo e-mail [email protected] ou pelos telefones (48) 3024-1519 e (48) 3028-1719.




0 visualização

2014 - 2019 - Todos os direitos reservados à Clínica BellaIlha.