O Que São Miomas Uterinos? Sintomas, Causas e Exames

Um tumor é o resultado do crescimento anormal das células de qualquer parte do corpo. Eles podem dar origem aos miomas, que são classificados como tumores benignos (ou seja, não são cancerosos). E, na mulher, eles podem aparecer no útero em algum momento da idade fértil dela.

No conteúdo de hoje, você vai conhecer mais sobre o que são miomas uterinos, quais os principais sintomas que se manifestam, as causas do surgimento e os exames mais apropriados para diagnosticá-los.


O Que São Miomas Uterinos


Miomas uterinos são tumores benignos que se desenvolvem dentro do útero da mulher. Eles costumam aparecer durante a idade fértil da pessoa, atingindo até 50% das mulheres que possuem entre 30 e 50 anos. A partir dos 45 anos, até 70% das mulheres podem ter um mioma uterino.

Um mioma uterino aparece no miométrio, que é o tecido muscular liso da parede interna do útero. Lá, após divisões celulares descontroladas, eles se instalam no órgão, podendo ter tamanhos diversos, sendo microscópicos ou semelhante a uma fruta avantajada, como o melão, por exemplo.

A primeira preocupação que aparece junto com os miomas é a possibilidade deles se desenvolverem para um câncer. Algo que não deve ser entendido como definitivo porque eles quase nunca evoluem para esse quadro. De qualquer forma, buscar ajuda médica especializada é fundamental.


Causas do Aparecimento dos Miomas Uterinos


Miomas uterinos aparecem devido à multiplicação desenfreada das células do corpo. A velocidade com que as células se reproduzem varia de pessoa para pessoa, do padrão mais lento ao mais acelerado, gerando miomas de tamanhos, formas e pesos variados.

As causas mais comuns do surgimento dos miomas no útero são:

  • Fatores Hormonais O estrógeno e a progesterona, dois dos principais hormônios que circulam pelo corpo da mulher durante sua idade fértil, fomentam o desenvolvimento do endométrio em cada ciclo menstrual. Isso acontece para a preparação da mulher para uma situação de gravidez. Caso haja uma desarmonia entre os dois hormônios, é possível que os miomas comecem a aparecer na forma de fibróides, que é o estágio mais inicial desse tipo de manifestação. Da mesma forma, já na idade da menopausa, geralmente a partir dos 45 anos, o nível de produção e circulação de estrógeno e progesterona caem, o que também diminui as chances dos miomas uterinos aparecerem.

  • Alterações Genéticas Na multiplicação celular, qualquer alteração nos genes dessas mesmas células podem ocasionar um tumor (um mioma, no caso de ser benigno). Essas células modificadas se diferem das que já existem na parede do útero e estão fixadas lá de forma saudável. Além disso, fatores genéticos relacionados à etnia da mulher influenciam no aparecimento de miomas uterinos, sendo que mulheres negras costumam ter maior incidência de casos. Essas alterações genéticas ainda podem ser hereditárias, aumentando chances de mães com miomas uterinos transmitirem os genes alterados para a filha.


Sintomas dos Miomas Uterinos


Sintomas são manifestações anormais que qualquer pessoa consegue identificar como fora do seu padrão saudável de costume. Elas podem ser internas ou externas. No caso dos miomas uterinos, os sintomas mais comuns são:

  • Volume de sangramento muito maior durante o período da menstruação.

  • Menstruação dura muito mais tempo do que deveria (mais de uma semana, por exemplo).

  • Sangramentos inesperados e fora do período menstrual.

  • Dores e espasmos internos na região da pélvis.

  • Dores e desconfortos durante a relação sexual.

  • Vontade frequente de urinar, com dificuldade de esvaziar a bexiga.

  • Região do abdômen aumentada e útero com maior volume.

É preciso ressaltar que, ainda que esses sintomas sejam os que aparecem com mais frequência, algumas mulheres se quer chegam a apresentar alguma manifestação aparente. O que também dificulta o diagnóstico e atrasa o tratamento mais adequado.


Exames para Diagnóstico de Miomas Uterinos


Se você tem alguma suspeita inicial de que possa estar com algum mioma uterino, considerando os sintomas acima, existem alguns exames iniciais de verificação que você pode procurar fazer para confirmar o diagnóstico.


As duas recomendações do especialista serão:

  • Hemograma Completo Serve para investigar a saúde geral do paciente, identificando possíveis distúrbios nos níveis de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas.

  • Ultrassonografia Transvaginal Serve para investigar os órgãos internos que acompanham a extensão da vagina, identificando possíveis anomalias na região, como a existência dos miomas uterinos.


Caso os resultados de ambos esses exames não sejam conclusivos para o diagnóstico preciso, é preciso investigar com mais afinco através de outros exames mais específicos. Assim, os exames que o médico especialista poderá solicitar são:


  • Ressonância Magnética Mapeia com mais detalhes e fornece mais informações do que a ultrassonografia, podendo mostrar a localização e o volume dos miomas com maior precisão.

  • Histerossonografia Processo em que, durante a ultrassonografia, uma infusão de solução salina é usada para expandir a cavidade interna do útero. Isso facilita a geração de imagens que revelam a localização e exposição de miomas na região.

  • Histerossalpingografia Usa a tecnologia do raio-x para identificar a presença de miomas. Neste processo, uma substância de contraste é injetada no interior do útero, destacando qualquer anormalidade na parede do órgão e também nas áreas adjacentes, como as trompas.

  • Histeroscopia Processo parecido com a Histerossonografia, em que o especialista injeta uma solução salina no interior do útero da mulher. A diferença é que, agora, o médico também insere o histeroscópio para avaliar diretamente a cavidade uterina em busca de anormalidades.

  • Ainda assim, é importante frisar que miomas uterinos costumam ser detectados com frequência em exames ginecológicos de rotina. Por isso, é sempre recomendado fazê-lo, pelo menos, uma vez ao ano.

Procure Ajuda


Miomas uterinos aparecem com frequência em mulheres saudáveis durante o período fértil, sendo que a ocorrência deles é mais comum durante a gravidez em função dos altos níveis dos hormônios progesterona e estrógeno. Ainda assim, qualquer mulher pode desenvolver tumores benignos no útero.


Se isso acontecer, o mais indicado é procurar orientação médica especializada de qualidade. A Clínica Bella Ilha pode ajudar você nesse momento de preocupação com profissionais capacitados. Em caso de dúvidas e para marcar uma consulta, entre em contato pelo e-mail [email protected] ou pelos telefones (48) 3024-1519 e (48) 3028-1719




0 visualização

2014 - 2019 - Todos os direitos reservados à Clínica BellaIlha.