Tratamento para Infertilidade Feminina: Quando Procurar e Quais Tratamentos Fazer?

Constituir uma família é um dos principais sonhos da maioria dos casais. Porém, embora um casal saudável normalmente possa ter filhos sem qualquer tipo de contratempo, nem sempre o resultado é o esperado.

É possível que o homem ou a mulher, considerando-se uma relação heterossexual, possam ser inférteis, adiando ou eliminando as chances de começar ou estender os integrantes da família.

No conteúdo, você vai conhecer um pouco mais sobre infertilidade e formas de começar um tratamento para infertilidade feminina. Vamos explicar o conceito, mostrar as causas deste problema de saúde, quando o casal deve buscar orientação médica e que tipos de tratamentos fazer.


O Que é Infertilidade


Infertilidade é a dificuldade do ser humano em se reproduzir. Pode acontecer tanto com homens quanto com mulheres. Ela é diagnosticada quando um casal não consegue obter a gravidez desejada a partir de relações sexuais distribuídas ao longo de um certo período de tentativas mal sucedidas.

Existem dois tipos de infertilidade:

  • Primária: Quando o casal diagnosticado como infértil não teve gestação antecedente. Inclusive, numa situação em que a mulher engravida, mas que não consiga dar a luz por qualquer motivo, manterá a classificação como primária.

  • Secundária: Quando o casal diagnosticado infértil já experimentou ao menos uma gestação completa com filho (s) nascido (s). E, numa hipótese de uma nova gravidez, se esta não for completada por qualquer motivo, será mantida a classificação como secundária.


Causas da Infertilidade Feminina


A infertilidade é um problema de saúde mais comum do que se pode imaginar, afetando cerca de 15% dos casais. Esses problemas podem estar isolados no homem ou na mulher. Mas, em algumas situações, ambos os parceiros podem ter características de infertilidade.

Abaixo você confere algumas das causas mais recorrentes da infertilidade feminina, que gera a dificuldade ou a impossibilidade de engravidar.


  • Ovulação Incompleta Numa situação normal da menstruação, o óvulo é mantido dentro dos ovários e está a espera do espermatozoide para a fecundação. Isso não acontece em uma mulher com problema de infertilidade. A mulher pode ter menstruações irregulares, além de ser portadora da Síndrome dos Ovários Policísticos e ter hipotireoidismo, que reduzem as chances da fecundação ser concretizada.

  • Obstrução das Trompas Uma vez fecundado pelo espermatozoide, o óvulo é transportado do ovário para o útero através das trompas. E é preciso que esse canal delicado esteja em perfeito funcionamento. Numa situação de infertilidade, a mulher pode apresentar irregularidades na passagem das células, como baixa aderência do tubo e distorções anatômicas. Isso pode causar infecções e inflamações indesejadas.

  • Alterações Anatômicas do Útero O útero é o local que será usado para o desenvolvimento do óvulo fecundado, lá depositado através das trompas. Este órgão pode ser alvo de mal formações celulares que podem causar miomas (tumores benignos) e lesões na parte uterina, o que podem ser fatores de risco para a infertilidade na mulher.

  • Endometriose É a situação em que o endométrio, mucosa que reveste a porção interna do útero, se desenvolve fora dele. Ou seja, em outros locais próximos, como ovários, trompas e peritônio (região do abdome), podendo também atingir bexiga e o intestino. Essas alterações causam dores locais isoladas, durante as relações sexuais e danificam a mobilidade nas trompas, provocando infertilidade em 50% dos casos.

  • Distúrbios Hormonais O ciclo menstrual é regido por uma série de hormônios que, quando sofrem qualquer irregularidade, podem impedir a ovulação e, consequentemente, a fecundação do óvulo pelo espermatozoide. Esses distúrbios podem ser causados por hormônios da hipófise (Hiperprolactinemia), da tireoide (Hiper ou Hipotireoidismo) e pela Síndrome dos Ovários Policísticos.


Quando Buscar Tratamento


O indicado para casais que têm dificuldades de gerar e manter uma gestação saudável é que procurem tratamento médico especializado cerca de um ano após os métodos convencionais (relações sexuais regulares e sem contraceptivos) não terem surtido o efeito esperado.

Em condições normais de relações sexuais regulares e sem métodos contraceptivos, um casal disposto a engravidar pode levar de alguns meses, e por vezes, mais de um ano para conceber e manter uma gestação saudável e bem sucedida.

Existem estatísticas de que as mulheres têm entre 10% e 25% de chances de engravidar a cada mês. Isso porque a concepção acontece, na maioria das vezes, quando ela está no período mais fértil, que é quando o óvulo fica disponível por alguns dias para a fecundação do espermatozoide.

Assim, após o período probatório de um ano de tentativas mal sucedidas, é recomendado que o casal procure assistência médica para uma avaliação aprofundada das possíveis causas, que incluem doenças e problemas anormais. Também em caso de os parceiros tiverem uma idade um pouco mais mais avançada.


4 Métodos de Tratamento para Infertilidade Feminina


Por mais que o problema possa parecer irreversível e preocupar muito num primeiro momento, existem algumas soluções de tratamento para infertilidade na mulher. A seguir, você confere os principais métodos usados na atualidade por clínicas especializadas.


  • Fertilização In Vitro Método em que o óvulo é fecundado pelo espermatozoide fora do corpo da mulher. O processo consiste em aspirar óvulos da mulher e colocá-lo junto com uma cultura de espermatozoides em um recipiente laboratorial apropriado. A fecundação acontece de forma natural. Quando fecundado, o óvulo é implantado no útero para seu desenvolvimento. A confirmação da gravidez vem a partir de exame de sangue.

  • Inseminação Intrauterina Método em que o óvulo é fecundado dentro do corpo da mulher. Os espermatozoides são colocados no útero e percorrem as trompas em busca do óvulo, que está prestes a ser liberado a partir da ovulação do ciclo fértil padrão da mulher. Fecundado, o óvulo é transportado pelas trompas até o útero para a iniciação da gravidez.

  • Ovulação Induzida Método em que a ovulação é induzida através do aumento da quantidade FSH (hormômio folículo-estimulante) durante o período mais fértil da mulher. Ao mesmo tempo, o casal também é orientado a ter mais relações sexuais para aumentar as chances de fecundação, que acontece obrigatoriamente dentro do corpo da mulher.

  • Transferência Intratubária de Gametas Método em que óvulos e espermatozoides são depositados, ao mesmo tempo, nas trompas. Espera-se que a fecundação ocorra nesse momento, dando continuidade ao transporte do óvulo fecundado para o útero e o desenvolvimento do embrião já na gravidez. O processo ocorre o tempo inteiro dentro do corpo da mulher.


Considerações Finais


A infertilidade é um problema de saúde que atinge cerca de 15% dos casais. Mas ele tem tratamentos disponíveis tanto para homens quanto para mulheres. No conteúdo, você pode aprender mais sobre as causas da infertilidade na mulher, quando buscar ajuda e quais tratamentos procurar fazer.





Na Clínica Bella Ilha, a Dr. Simone Ribas, especialista em infertilidade e obstetrícia, pode ajudar você nessa jornada pela vida.

Em caso de dúvidas e para marcar uma consulta, entre em contato pelo e-mail [email protected] ou pelos telefones (48) 3024-1519 e (48) 3028-1719.

Se preferir, chame pelo WhatsApp no número (48) 98861-7949. Estamos esperando a sua mensagem!




0 visualização

2014 - 2019 - Todos os direitos reservados à Clínica BellaIlha.